segunda-feira, 16 de abril de 2018

CONCURSO "LER CIÊNCIA"





    O Concurso Ler Ciência é uma iniciativa do Grupo Disciplinar de Biologia e Geologia da Escola Secundária Martins Sarmento, em parceria com os grupos disciplinares de Física/Química, Matemática e Informática, e enquadra-se na Semana da Leitura da Biblioteca Escolar. 
           

                             23 a 27 de Abril de 2018:

           Apresentação dos trabalhos na Semana da Leitura


       Até 04 de Maio de 2018

     . análise e avaliação, pelo júri, dos trabalhos apresentados a concurso;

        7 de Maio de 2018

      . divulgação dos vencedores
      . entrega dos prémios aos vencedores.

    Até 30 de Abril, cada trabalho selecionado deve ser enviado em ficheiro associado, via correio electrónico, para o endereço  biblioteca@esmsarmento.pt,  ou indicando o respectivo link para acesso (sistemas de partilha de ficheiros online).


Prémios:
- 1º prémio: Vale oferta em material escolar no valor de 50 Euros
- 2º prémio: Vale oferta em material escolar no valor de 30 Euros
- 3º prémio: Vale oferta em material escolar no valor de 15 Euros

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA









CONCURSO NACIONAL DE LEITURA 2018
FASE REGIONAL – 2.º MOMENTO – CONCELHO DE GUIMARÃES

Obras a concurso
Secundário - Título e autor: No meu Peito não Cabem Pássaros, Nuno Camarneiro

A escola estará representada pela aluna do 10º ano de escolaridade apurada para o concurso na fase de escola (1ª fase). 

Sinopse 

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.


Que linhas unem um imigrante que lava vidros num dos primeiros arranha-céus de nova iorque a um rapaz misantropo que chega a lisboa num navio e a uma criança que inventa coisas que depois acontecem? Muitas. Entre elas, as linhas que atravessam os livros. Em 1910, a passagem de dois cometas pela Terra semeou uma onda de pânico. Em todo o mundo, pessoas enlouqueceram, suicidaram-se, crucificaram-se, ou simplesmente aguardaram, caladas e vencidas, aquilo que acreditavam ser o fim do mundo. 
Nos dias em que o céu pegou fogo, estavam vivos os protagonistas deste romance - três homens demasiado sensíveis e inteligentes para poderem viver uma vida normal, com mais dentro de si do que podiam carregar. 
Apesar de separados por milhares de quilómetros, as suas vidas revelam curiosas afinidades e estão marcadas, de forma decisiva, pelo ambiente em que cresceram e pelos lugares, nem sempre reais, onde se fizeram homens. Mas, enquanto os seus contemporâneos se deixaram atravessar pela visão trágica dos cometas, estes foram tocados pelo génio e condenados, por isso, a transformar o mundo. Cem anos depois, ainda não esquecemos nenhum deles. 
Escrito numa linguagem bela e poderosa, que é a melhor homenagem que se pode fazer à literatura, No Meu Peito não Cabem Pássaros é um romance de estreia invulgar e fulgurante sobre as circunstâncias, quase sempre dramáticas, que influenciam o nascimento de um autor e a construção das suas personagens.